quarta-feira, 20 de maio de 2009

Doujin-Moe - Mangas, Animes, Hentais e Sexualidade

Normalmente eu mantenho distância de temas polêmicos aqui no Vida Digital pois a proposta é de algo leve e agradável, o prazer da alma e não da carne (isto soou meio século passado mas vá lá - fica assim mesmo), usufruir cultura e entretenimento em suas diversas interfaces eletrônicas.
Mas eis que não dá para ignorar o que se passa a nossa volta, e, uma das constatações óbvias é a influência do desenho japonês em nossos jovens, de crianças a adolescentes (e deve ter muito marmanjo também agarrado a mangas - hentais - animes). Acresce que no topo da pirâmide nos dias de hoje a adolescência se estende até perto dos 30 anos de idade. Acha que eu estou delirando? Olhe com mais atenção a sua volta e depois me desminta se for capaz.
E o que há de polêmico com o desenho (HQ) japonês? No meu entender a sua excessiva sexualização (acho que acabei de inventar mais uma palavra). O hentai é hoje o substituto da "revistinha de sacanagem" dos idos anos 60/70, quando reinava o Carlos Zéfiro (alguém ainda se lembra?). O anime é o desenho animado, com ou sem roteiro baseado em sexo, mas sempre com jovens em atitudes e vestimentas provocativas e cheias de "boas-más intenções". Aquela eterna "colegial" de perninha de fora, agachando para pegar o lápis caído e corando a toa deve ser terrivelmente erótico para o japonês típico, nascido e criado no Japão, um país e uma sociedade extremamente repressores, mas aqui para nós, tudo me parece tão infantil que me causa enfado.

Mas quem sou eu para ficar aqui filosofando sobre o que quer que seja? Ninguém.
Vamos baixar a bola e ir lá no Doujin-Moe ( http://www.doujin-moe.us/ ) dar uma olhada e tirar conclusões próprias. E o Doujin-Moe é um excelente exemplo pois não consegui ver perigo no site, exceto o perigo de se viciar em seu conteúdo, e, cuidado, este é um perigo real, haja visto o enorme número de fans que as artes gráficas japonesas angariaram mundo a fora.
A língua utilizada no Doujin-Moe é o inglês (ainda bem que não é o japonês) e de cara você terá que se decidir entre adentrar a área gratuita (Enter Free Section) ou a área dos Membros (sem trocadilhos). Espero que você tenha escolhido a área gratuita (Free), pois é a única que eu visitei (não sou Membro - novamente sem trocadilhos). Você tem menus a esquerda e a direita, e, em ambos você encontrará opções interessantes: hentais a direita, movies, games e notícias a esquerda. Se descer com o scroll (a barra de rolagem a sua direita) também poderá acessar aos links para as mais recentes postagens. Tá tudo aí, claro e fácil.

Não tenha dúvida: seus filhos e netos estão sendo expostos a estas imagens desde muito cedo e eu penso que é preciso conhecer e formar opinião. Não estou tentando incutir a ideia de que há algo de errado aqui pois o meu contato com pornografia se deu aos 10 anos de idade e nem por isto eu me tornei um anormal (eu disfarço muito bem), mas como responsáveis que somos pela educação de crianças e adolescentes temos o dever de nos manter informados e dispostos ao diálogo com a nossa querida garotada.

E mais não digo porque mais não sei. Quem tenha a competência que se manifeste nos comentários.

Nenhum comentário:

 
BlogBlogs.Com.Br